Início

Tipos de Café

Hostel Vending Portugal

Hostel Vending Portugal

Hostel Vending Portugal

 

MÉTODOS DE EXTRAÇÃO DO CAFÉ

A extração é o processo pelo qual se obtém o grão de café verde a partir das bagas, podendo empregar-se dois métodos:

Método seco, que origina cafés naturais. As bagas são estendidas ao sol em terreiro provido de lonas (que as protegem das chuvas), durante duas ou três semanas. Uma vez alcançados os 12% de humidade, a casca, polpa e semente estão completamente secas, recorrendo-se, então, a máquinas debulhadoras que extraem o grão de café verde.

Método húmido, que origina cafés lavados. Às bagas colhidas retira-se a polpa no próprio dia da colheita. Primeiro, deixam-se a fermentar durante 12/18h em depósitos cheios de água, que facilitam a eliminação da polpa. Posteriormente, deixam-se secar ao sol durante 30h, descascando-se, de seguida, para extrair a sua película protetora (pergaminho). Ambos os processos se dão como concluídos com a classificação dos grãos segundo a sua forma e tamanho, o seu ensacamento para comercialização e posterior torrefação em empresas especializadas.

ESPÉCIES DE CAFÉ

Arábica Lavados. É o café mais fino e apreciado, de suave acidez e aroma. Os seus grandes grãos, de forma elítica, têm uma coloração verde-azulada e odor a planta verde. Uma vez torrado, desenvolve o seu volume, resultando em chávena num café aromático de excelente sabor. É produzido, fundamentalmente, na Colômbia, América Central e África Oriental. (Variedade do grão de café: Kenia AA) 

Arábica Natural. Base de todas as misturas, é um café de sabores muito variados em função da região de cultivo. Os seus grãos ovalados possuem coloração verde amarelada e odor a erva verde. Trata-se da variedade de café mais abundante, produzida, principalmente, no Brasil, primeiro país produtor mundial. (Variedade do grão de café: Brasil) 

Robusta Natural. É utilizado na elaboração do café solúvel, em virtude do grande corpo que confere ao café na chávena. Grão redondo, regular, de cor castanha clara e com um ligeiro odor a palha seca. A torrefação é normal e dá lugar a um café forte, com corpo, de cor escura e forte sabor, com um ligeiro travo amargo. É cultivado no Vietname, Brasil, Indonésia e nas zonas baixas e secas de África. (Variedade do grão de café: Índia)

VARIEDADES DE CAFÉ

BLUE MOUNTAIN. Jamaica. É o café mais caro do mundo, elaborado a partir dos melhores grãos da ilha. Sabor pleno, equilibrado, com uma acidez e um toque frutado requintado. Aroma intenso e um persistente sabor que se desenvolve no paladar. 

KONA. Hawai. Provavelmente o mais belo grão do mundo, é brilhante e bem proporcionado, de sabor rico, com um toque de amendoim, maior corpo que o habitual e aroma intenso. 

TARRAZÚ. Costa Rica. Café de alta acidez, aroma intenso e penetrante, sabor frutado e encorpado. 

YAUCO SELECTO. Porto Rico. Café de grandes grãos, de cor azul cinza, muito apreciado pelo seu aroma, corpo, forte personalidade e persistente sabor. 

KOPI LUWAK. Indonesia. O Luwak é uma civeta que se alimenta das bagas maduras do café, as quais fermentam no seu intestino. O grão é depois recolhido das suas fezes incólume, dando origem a um café de forte aroma, bom corpo e gosto ligeiramente terroso. 

SIDAMO, YIGARCHEFFE E HARAR. Etiópia, berço do café. Cafés suaves, aromáticos, equilibrados, ligeiramente ácidos e um pouco achocolatados. 

KENIA AA. Altas planícies centrais do Quénia. Destacada acidez e bom corpo. Notas de limão e fruta.

 

Fonte: Federacion Española del Café

Subscrever Newsletter
Últimas Empresas
Multiselect - Exploração de Máquinas de Venda Automática Lda

A Multiselect comercializa pequenos snacks, bebidas frescas e quentes através de máquinas de venda...

JUVENDING by Pirâmide Triunfal

Assistencial Técnica e Venda de Peças

Classificados
PICA.PICA.COME

Setubal

PICA.PICA.COME LOJA - VENDING . SELF - SERVICE NA ESTAÇÃO FLUVIAL DA TRANSTEJO...

illycaffè - HORECA

Café Torra média O equilíbrio entre força e suavidade, de onde surgem aromas de...

EVA
EVA